Seguidores

Quem sou?

Aqui neste mundo virtual

Eu não estou preocupada com quem sou

Porque aqui eu sou o que escrevo

Aqui eu sou o que penso

Aqui eu sou o que sou

Eu sou somente um sentimento

Enide

1 de jul de 2015

Bem vindo ao mundo Dos meninos de rua














Bem vindo ao mundo
Dos meninos de rua

Instala-te e sinta em tua pele
Os poucos presentes que recebem

Fique esta noite aqui
Entrega-te ao que surgir

Ordene que o medo se vá
Não chore, pois não pode fraquejar.

Entenda, para dor líquida
Aqui não é um bom lugar

Hospeda-te, o ar é livre
Os sons da noite são só ecos tristes.

Aqui já não há recordação
Um canto do mundo para resignação

Pernoite por aqui
Deixe seus ossos doer

Veja seu medo se (re) fazer
Não abdique de si

Lança-se ao chão
Durma...

Se acordar, lembre-se
Que ainda tem sua missão.


Enide Santos 01/07/15

3 comentários:

  1. Triste realidade, linda poesia! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Tenho muita fé, que um dia as autoridades (in)competentes se conscientizarão de que somos todos irmãos e, portanto, filhos de DEUS. Lindo poema!

    Abraços,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  3. Lindo poema, muito triste a realidade de meninos e meninas de rua, que pena que ainda vemos muito disso!
    Sua sensibilidade nos toca e muito, esse espaço aqui é lindo, deixo abraços apertados!

    ResponderExcluir

Incentive o meu pensar e me deixe seu comentário.