Seguidores

Quem sou?

Aqui neste mundo virtual

Eu não estou preocupada com quem sou

Porque aqui eu sou o que escrevo

Aqui eu sou o que penso

Aqui eu sou o que sou

Eu sou somente um sentimento

Enide

29 de out de 2014

Eu e meus quarenta e seis anos.

Moganngua 029

Nossa!

O que me segura ainda aqui nesta vida?

Eu descobri que posso criar sonhos.

Que posso ter uma plantação infinita deles.

Sei que se depois que eu fizer de tudo para realizar qualquer um deles não der certo, eu tenho muitos e muitos outros.

Não somente para mim, mas para outras pessoas que queiram uma semente.

Isso me fornece vida, me fornece o desejo de seguir em frente, sem ter a obrigação de nunca desistir de um sonho, sei que pode parecer errado dizer isso, pois quase todas as pessoas que conheço aconselham-me ao contrario, para que eu nunca desista dos meus sonhos. Se ele estiver me matando ao invés de me dar vida, sinto muito, tenho outros sonhos pra realizar.

Bom, eu faço assim e gosto disso, pois tenho sempre alguma atividade, umas vão bem outras nem tanto, e assim vou me alimentando desta vida.

Vou provando sabores diferentes de sonhos diferentes, não sei para onde e nem para que.

Sei que quero mesmo é viver.

E como esta sede de vida faz muito bem para mim eu adoraria que outras pessoas pudessem entender que não há necessidade de ficarmos presos a nenhum paradigma.

Nós fazemos os nossos dias e usamos os nossos sentimentos e também usamos o nosso coração, plantando nele bons sonhos não apenas para nós, mas para as pessoas que nós cercam vivemos melhor quando conseguimos fazer com que a nossa parte boa supere a nossa parte não tão boa assim.

O sentimento de dignidade é impagável é o melhor de todos eles, a meu ver.

Quando você é digno com você

Digno com o outro

Digno com Deus.

Nada supera, nem mesmo o amor.

Está sou eu agora com quarenta e seis anos, apaixonada pela vida, pela poesia

Pelos meus familiares e amigos pelo e De que é a minha luz.

Tudo isso sendo guiada pelas mãos de Deus.

Obrigada sempre a cada um que faz parte de minha vida, que durante este ano encheram minha vida de muitas alegrias e de muitas palavras de carinho e amor eu adoraria poder citar o nome de cada um tanto em casa como no face e também nos sites onde levo minhas letras. Eu sou pequena, mas o meu Deus é grande e pode levar a cada um sonho realizável.

Obrigada e felicidades a todos por tudo.

 

Enide Santos 30/10/14

21 de out de 2014

Razão de meu silêncio

10431523_464355247001468_3871429683599249352_n

Há momentos que as palavras preferem não ser ditas.

Então...

Perceba o ardor que há em meu peito,

Sem que seja preciso soar um único verbo.

Sem que seja necessário ecoar um único som.

 

Há tantas palavras que precisam ser entendidas

Mas que não querem ser ditas.

São intensamente mais plenas

Quando traduzidas sem pronuncias.

 

Entenda o fragor que só o meu corpo pode dispor.

Ouça o retumbar que rasga o meu silêncio.

Alcance o som em mim que fala de ti.

Desbrave meu olhar, encontre-se lá.

 

Enide Santos 21/10/14

10 de out de 2014

Órfã

10536976_10202262248706229_992930929_n

Antes estava com papai e mamãe e todo um mundo de sonhos e planos para o futuro.

O principal sonho era dar-lhes muito orgulho e o plano era ter minha casa ter minha família (minha de mim) e para minha família novos sonhos, novos planos.

Fui adaptando-me ao que tinha, tantas tempestades que não faziam parte dos planos originais vieram e deixaram marcas, aprendi muito com cada uma delas.

Sentir-me orgulhosa de mim por incontáveis vezes e mesmo inundada em lágrimas por inúmeros fatores, minha alma sorria orgulhosa de nós.

O tempo vai engolindo tudo, levando sonhos e planos, e eu, só de birra invento outros e mais outros e assim será enquanto eu existir vou bater de frente com o tempo, com o destino com seja lá o que for preciso, para sempre fazer ecoar a vida em mim.

Tive horas de tão grandes tristezas sem saber para onde ou com quem ir, tanta necessidade de alguém que me ajudasse a seguir, que me pusesse no colo ainda que por um pequenino e mísero instante só para que eu me sentisse um pouco mais forte para acalmar-me, porém sempre contei comigo mesma.

E o meu Deus que sempre está comigo, que nunca me abandona e mesmo quando penso eu ser a dona de todas as dores do mundo sinto-me feliz por tê-lo sempre comigo.

Neste inicio do fim prolongado de minha vida estou perdida, exatamente como quando descobri que havia dentro de mim outro alguém, um alguém que iria depender de mim por um tempo, alguém que eu tinha que ensinar coisas que eu não sabia.

Então veio outro alguém e novamente outro.

Todos os sonhos que eu tinha para mim esconderam-se fugiram dos meus dias, mas eu nem me importei, pois eu havia descoberto algo muito melhor que sonhar e tinha o meu sobrenome.

Comecei uma nova vida, eu forte, eu fraca, eu determinada.

Ah, Deus acho que adormeci!

Deixei de me ver e apenas me ouvia e sentia medo misturado com amor a minha vida só era vida quando estávamos todas juntas.

Agora papai se foi e tenho toda certeza do mundo de que ele se orgulhava muito de mim eu tive a chance de ver isso em seus olhos.

Mamãe quando fala comigo me faz sentir que sou o ser mais importante deste mundo e sempre me diz o quanto se orgulha de mim.

Minha família de mim esta pronta cada uma seguindo seu caminho.

Quanto a mim?

Estou aqui...

Comigo mesma como sempre foi.

Enide Santos 10/10/14