Seguidores

Quem sou?

Aqui neste mundo virtual

Eu não estou preocupada com quem sou

Porque aqui eu sou o que escrevo

Aqui eu sou o que penso

Aqui eu sou o que sou

Eu sou somente um sentimento

Enide

28 de mai de 2016

Minha ausência: Gostaria muito que meus amigos lessem...

















Minha ausência
Gostaria muito que meus amigos lessem...
Hoje estou estudando, faço Licenciatura em Português/ Inglês, isso significa que se, Deus assim permitir daqui a dois anos e meio estarei ministrando aulas. Bem, ainda não sei nada sobre isso e não me envergonho por cometer erros grosseiros tanto na minha comunicação oral quanto na escrita, creio que é normal, pois ainda estou aprendendo. É possível que neste mesmo texto ao qual estou escrevendo tenha inúmeros erros gramaticais, de concordância, acentuação entre outros, mas é questão de tempo para que eu posso dominar com eficiência ao que estou me propondo fazer e um dia não muito distante, garanto, pois estou me esforçando muito, vou me graduar e terei em mãos um sonho que não me atrevi a sonha porem ele me sonhou desde sempre.
Nunca sonhei em lecionar, embora já o tivesse feito sem me dar conta. Ainda era criança, tinha apenas onze anos quando a pedido de um tio meu, fui passar um tempo em sua casa para que eu pudesse alfabetizar algumas crianças que não tinham de forma alguma como aprender, pois, a escola mais próxima ficava na cidade (Presidente Jânio Quadros) a muitos quilômetros de distância para a maioria deles. Assim dos onze aos quatorze anos me tornei professora. Eu era uma criança adorada por outras crianças que estavam felizes ´por estarem aprendendo a assinar o nome, vinham de longe, de suas fazendas, montados a cavalo em jumentinhos a pé e com seus embornalzinhos onde continha um caderno um lápis e uma borracha. Os pais deles me adoravam, me presenteavam com bolos e biscoitos estavam satisfeitos por verem os filhos aprendendo a ler e escrever. Tínhamos aula também a noite para os adultos que trabalhavam na roça o dia todo, mas a noite estavam lá sob a luz das lamparinas tentando desenhar as letras. Alguns aprenderam e inclusive até me enviavam cartas depois que vim embora. Acho incrível que ainda é quase impossível distinguir as letras deles da minha.
Enide Santos 28-05-16



2 comentários:

  1. Que bom saber de ti e tão boa notícia! Segue feliz e firme no que tanto gostas! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Que lindo o que li aqui, com certeza irás se sair muito bem, tens o dom de ensinar, assim és e assim serás!
    Abraços apertados desejando sucesso sempre!

    ResponderExcluir

Incentive o meu pensar e me deixe seu comentário.